Quem chamou a atenção foi o amigo Seagull, há quase uma semana. Com essa crise, entretanto, só deu pra postar hoje:

Caso a tomada do controle aconteça de fato na Brasil Telecom, o valor da OPA obrigatória com tag along (80% do valor da aquisição de R$72,3058) para os acionistas minoritários ficou estabelecido em R$57,85, mais a correção feita com base em 100% do CDI desde 28 de abril de 2008 – que já faz o valor presente passar de R$ 61,00.

Dessa forma, a aplicação seria uma espécie de renda fixa (com uma rentabilidade de cerca de 25%), onde o risco seria o de a fusão não acontecer. Pessoalmente, eu duvido que a esta altura do jogo, depois de investir tantas forças nessa BrOi, o governo volte atrás.  Entretanto, sou obrigado a confessar que, depois de tanta confusão (não podia ser diferente, afinal sempre foi assim com a Telemar), acabei parando de acompanhar este imbroglio

Fica a dica: apareçam lá no fórum do Monitor Investimentos e conversem pessoalmente com o Seagull.